quinta-feira, 3 de Maio de 2012

POLUIÇÃO DAS ÁGUAS E RIOS.

POLUIÇÃO DOS RIOS
A poluição das águas tem sido um problema para a nossa sociedade, e é tempo de por fim a todo o custo este assunto. Nestes últimos anos o governo tem tentado sensibilizar a opinião pública para esta situação que tem vindo a agravar-se devido à falta de fundos.
Os oceanos recebem boa parte dos poluentes dissolvidos nos rios, além do lixo dos centros industriais e urbanos localizados no litoral.

Parte da poluição é muito visível: rios espumosos, um brilho oleoso à superfície de um lago, cursos de água atulhados de lixo doméstico. Mas grande parte é invisível.
As principais áreas de preocupação são as que se encontram próximo de terra e de aglomerados humanos. É aí que a poluição se concentra.

Nos mares, lagos e rios existe uma enorme diversidade de espécies diferentes, onde muitas das quais fornecem à humanidade muita comida nutritiva. Desde a baleia do oceano até o menor crustáceo de água doce tem sido dizimado pelo homem.
Nas cidades e regiões agrícolas são lançados diariamente cerca de 10 bilhões de litros de esgoto que poluem rios lagos lençóis subterrâneos e áreas de mananciais.

E a poluição das Águas também causa a morte do reservatório natural, seja ele um rio, lago ou lagoa. A sobrevivência das comunidades das águas doces depende de dois fatores básicos: alimento e oxigênio. Parte do alimento é produzida pelo fitoplâncton (algas que flutuam na água), parte é produzida pela vegetação enraizada e parte provém da vegetação das margens, através de folhas e caules mortos que fornecem, ao ecossistema, o alimento para os decompositores.
A maior parte do oxigênio existente nos rios e lagos provêm do ar que se mistura com a água, em segundo lugar está o oxigênio produzido pelas algas e em terceiro, o produzido pelas plantas enraizadas (o aguapé é um exemplo).

O oxigênio é um gás que não se dissolve facilmente na água e, por isso, sua reposição é lenta. Assim, qualquer fator que diminua a quantidade dessa substância altera profundamente as comunidades aquáticas e pode até exterminá-las. Isso torna essas comunidades estreitamente dependentes da quantidade de oxigênio existente no ambiente.

EFEITO DA POLUICÃO NA SAÚDE DO HOMEM

Os constantes despejos das fábricas e dos centros urbanos estão carregados de substâncias que podem constituir causa séria de poluição como, por exemplo: ovos de parasitas, fungos, bactérias, vírus que ocasionam doenças como tifo, tuberculose, hepatite e cólera.
O escoamento de superfícies impermeáveis em ruas, edifícios e outras áreas pavimentadas para esgotos, a grande quantidade de lixo industrial localizado no litoral, somado ao excesso de fertilizantes que vão infiltrar-se no solo e poluir os lençóis de água subterrâneos e por sua vez os rios ou ribeiros onde estes vão dar são considerados como : Principais Causadores na Poluição Aquáticas.

POLUIÇÃO QUÍMICA DAS ÁGUAS

É um tipo de poluição que atinge rios e oceanos. Dois tipos de poluentes caracterizam a poluição química. São eles:

a) Biodegradáveis: São produtos químicos que ao final de um tempo são decompostos pela ação de bactérias. Ex: detergente, inseticidas, fertilizantes, petróleo etc.

b) Persistentes: São produtos químicos que se mantém por longo tempo no meio ambiente e nos organismos vivos. Estes poluentes podem causar graves problemas como a contaminação de alimentos, peixes e crustáceos. Ex.: DDT, mercúrio etc.

POLUIÇÃO POR ORGANISMOS PATOGÊNICOS
Efeitos na Saúde:
A água pode ser infectada per organismos patogênicos existentes nos esgotos. Assim ela pode conter:

Bactérias- Provocam infecções intestinais epidérmicas e endêmicas (febre tifóide, cólera, leptospirose etc.);

Vírus- Provocam hepatites, infecções nos olhos etc.;

Protozoários- Responsáveis pelas amebíases etc.;

Vermes- Esquistossomose e outras infecções.
Fonte:http://gazetanet.blogspot.pt/2009/03/poluicao-das-aguas-e-rios.html

Sem comentários:

Enviar um comentário

Nota: só um membro deste blogue pode publicar um comentário.